WHO IS ANNA WILLIAMS?

BEFORE YOU READ: THIS IS NOT A PRO-ANA OR PRO-MIA SITE. HOWEVER, I DO RESPECT AND OFFER COMFORT AND SUPPORT TO THOSE WHO SUFFER FROM THOSE EATING DISORDERS. THIS BLOG IS ABOUT MUCH MORE THAN JUST FOOD AND WEIGHT ISSUES. ANTES DE LER: ESTE BLOG NÃO É PRO-ANA OU PRO-MIA. NO ENTANTO EU RESPEITO E OFERECO CONFORTO E APOIO PARA AS PESSOAS QUE SOFREM DESTES TRANSTORNOS ALIMENTARES. ESTE BLOG É MUITO MAIS QUE APENAS UM BLOG SOBRE COMIDA E PROBLEMAS COM PESO.

WHO AM I?

My internet name is ANNA WILLIAMS: a tribute to my best friend in middle school, whose name is ANNA and to women I admire and my dad admired (he passed away in 2003) : Serena Williams, Venus Williams and Vanessa Williams (the first two are tennis players, the latter is an actress, but she is also a singer and she lost her title as Miss America for ludicrous reasons. Yes, they're all black women. No, I'm not related to them, neither do I even look like them. They are all amazing in their own way, but I AM WHAT I AM, my own special creation. I look like my mom, dad and family members)
I am a 42-year old woman who has lived in 4 different countries(USA,Australia,New Zealand, currently in Norway)learned 5 languages besides her own (Spanish,English,Norwegian,Swedish and Danish)and has enjoyed a little bit of modeling, lots of traveling, heaps of teaching and learning... I am educated as an EFL and ESL teacher and I have a Masters in Education in English Literacy. I am Brazilian: a mixture of Polish, Indigenous Brazilian and Black Brazilian. I am a person, not a color.
Modeling was just a hobby. I was NEVER a super or top model. I don't even fit the characteristics. I am 5ft4 - 5ft6 (not sure because I've been measured several times and I come out looking taller or shorter depending on where I am measured. I'm ALWAYS MEASURED WITHOUT SHOES , so it's not that) While modeling I weighed 96 - 137 pounds and ironically enough got more jobs when I was at the heaviest end of the scale. I was NEVER FAT, but I do have a latent eating disorder. Don't try to understand me. If you read this blog you will realize it's about my relationship with food and also about who ANNA WILLIAMS is. My alterego, my internet persona who helps me cope with everyday situations. I spend 99% of my time with my daughter. I leave www.vaughnlive.tv on as background noise when I'm at home and in between chores sometimes I browse through channels and even talk to people, but my main occupation is MOM:-)I have 4 jobs: translator, professor, teacher and writer. I translate documents and courses for a firm in the city where I live in Norway. I am a professor at an institution of higher education where I lecture Literature written in English Language and I teach languages there also. I teach 8th,9th and 10th grade Spanish and English at another place. I write articles regarding grammar in the English Languages for the same language institute I already mentioned. Although I'm still under contract at the hotel as an ''extra'', I haven't worked there at all since November 2014 and I don't see myself going there as often anymore because a subsidiary of the Language Institute I work for has hired me to teach Business English in firms. I'm very busy these days. I never used to broadcast for that long anyway, now I broadcast for even shorter amounts of time.

If you like me and want to see my videos go to my youtube channel www.youtube.com/safiwantstolive and also follow my vaughnlive.tv channel www.vaughnlive.tv/anna_williams . I am not a porn star, stripper or any other kind of sexually oriented professional. None of my ''shows'' are sexual. If you interpret them that way, you're a fucking loser.

It's ok if porn stars want to make money that way. I respect them as I respect strippers, but I am not and never have I been in those professions. I was a model for a while and I am highly educated, never needed to struggle for money because my parents in Brazil supported me financially. My father was an engineer who went to university for 6 years, my mother is educated as a teacher and they gave me the best upbringing a person can have.

Yes, I wear tiny clothes and bikinis. My Brazilian culture allows me to do that in a natural way and it really doesn't have anything to do with sex. Again, if you think it does, you're a loser.

I also do shows on battlecam, none of them are sexual either. People who masturbate to random women who are moving around in a non-sexual way and singing on the internet, whether they are in a bikini or in regular clothing are mentally disturbed. That's just my opinion.

I don't need or want your attention, to be perfectly honest with you: my least favorite part of all channels (tinyshit, jtv, battlecam, etc) IS THE CHAT ROOM. People either suck up too much or they insult you. There are very few nice/regular people to talk to. I don't like small talk, my shows are my time to express my creativity. People who come in with ''Hi, Anna! How are you today?'' sometimes don't realize that. There are days when I just sit there and talk to people, but there are broadcasts that are like lectures in which I will only be talking and not really interacting with chat as much.
I don't mean to be rude, but once my presentation is flowing I don't want to stop to make chit-chat in the middle of it.

The third season of my show, HOWEVER, was ALL FOR THE FANS. I HAVE BEEN CHATTING MORE AND DEDICATING MORE TIME TO THE CHATTERS, VIEWERS AND FANS WHO CARE ENOUGH TO FOLLOW ME ON THE INTERNET THROUGHOUT ALL DIFFERENT STREAMING SITES:-)

The fourth Season of my show was a turbulent one: I stopped talking to people altogether, went for 8 months without doing a bikini show and almost ruined everything that I had built as a broadcaster since 2008-09.

This year (2015) I am doing the 5th season of my show and I am back to my roots as a caster, but there is no trolling or guest chat allowed. I have had trolls and guests on my channels before, both on jtv and on vaughn. On Battlecam I have already heard every single possible form of insult a person can hear. There's nothing new. The trolls and guests are repetitive, they disrupt the chat and I am not interested in what they have to say. I have already heard it all. I'm not afraid of them or upset by them. I just refuse to give these idiots a platform to be bullies on the internet just because their real lives suck so much.

I am on vaughn and battlecam almost daily for at least a quarter of an hour up to an hour and a half. Fortunately or unfortunately for me, I do not have 6-8 hours at my disposal to broadcast. I think it's great when folks do that and they enjoy themselves. Broadcasting has to be fun! I just do it for shorter periods of time. When you see me, come in! I will be gone soon and you will be able to go back to your favorite casters :)

This is my blog about initially eating disorders, but it grew into something more complex. I hope you enjoy reading it!

www.battlecam.com/anna_williams
www. battlecam.com/anna_williams_android

Seguidores

SIGLAS

SIGLAS QUE EU USO MUITO NOS MEUS POSTS
LF low food (literalmente ''baixa comida'' - pouca comida)

NF no food (literalmente ''não comida'' - nenhuma comida)
SF days semi fasting days (literalmente '' dias de semi-jejum) Este eu tive que inventar porque como eu não fico 24 horas sem comer, não tenho permissão das hardcore anas para usar o termo NF:-) risos*
RA Reeducacão alimentar
TA Transtorno alimentar
AF Atividade Física

ANNA WILLIAMS ON TWITTER

De onde estão lendo o meu blog?


contador de visitas

sexta-feira, 3 de julho de 2015

A forma mais pura de Inspiração vem da vida real e não de FALSOS ANTES E DEPOIS, aqui vou falar de uma pessoa excepcional: Melania Muradyan

Constantemente vemos em revistas, na televisão, na internet e em nossos telefones recebemos aqueles avisos que entram nos nossos aplicativos: perca 10 kgs em 10 dias, perca peso sem fazer exercícios, perca peso da forma mais fácil do mundo e vários outros tipos de propaganda enganosa.

Na realidade eu sempre me inspirei em pessoas reais. As pessoas como Melania que perderam uma grande quantidade de peso através de muito exercício e muito trabalho duro são minha verdadeira fonte de motivação.

Eu a conheci num website onde eu a vi várias vezes e sempre a achei uma pessoa magra, normal, nunca havia pensado nela como uma pessoa que tivesse tido algum tipo de sobrepeso em sua vida. Ela falou sobre sua história no facebook e neste website onde muitas pessoas não valorizaram o que ela tem para contar, mas eu tomei um interesse pessoal em sua história.

Ela é uma pessoa muito inteligente, muito engraçada e cheia de alegria para dar e vender! Ela está se preparando para seu casamento e escolhendo vestidos. Ela está na California e eu aqui num estado no meio da Noruega, mas nos conhecemos e acabamos descobrindo muito uma sobre a outra.

Gostaria que vocês todas que lêem meu blog vissem que uma pessoa tem toda a capacidade de emagrecer de forma saudável, com paciência, muito trabalho duro e força de vontade. Breve ela vai casar e vestida em um vestido de noiva maravilhoso que vai ficar como uma princesa.

Esta é a minha inspiração de hoje para todas vocês que lêem meu blog.
As fotos de antes e depois dela são VERDADEIRAS :)


quinta-feira, 2 de julho de 2015

Minha vida de cabeca pra baixo


Minha vida está de cabeca pra baixo. Eu preciso colocar algumas coisas no lugar.

sábado, 27 de junho de 2015

As coisas não são como parecem







É muito difícil tirar fotos com o telefone. Eu sei que existem selfie sticks e tudo mais, mas eu não tenho. Tiro assim mesmo usando o comprimento do meu BRAÇO.

Isto faz com que eu sempre tire fotos de cima pra baixo.

Se eu manipular os ângulos tenho medo de aparecer gorda nas fotos. Então procuro os ângulos que me favorecem.

Eu já vi muitas gordinhas que tiram foto só do rosto de cima pra baixo e aparentam mais magras em fotos. Depois quando uma foto é tirada de outro ângulo pode-se notar que elas são de fato gordinhas.

Eu não acho que me encaixo neste caso. Sei que anorexicamente magra não sou mais. É um tipo de beleza que eu só tive há mais de 20 anos atrás e jamais possuirei novamente. Mas de acordo com os parâmetros ''normais'' da sociedade sou magra. Os ângulos são apenas uma forma de me sentir melhor.

Minha mãe odeia estas fotos. 

Ela não sabe se curte ou não no facebook. 

Escreve assim nos comentários :''Magérrima...'' sei que é um aspecto negativo que ela vê em mim.

Ainda assim eu insisto em colocar.

Eu me sinto bem.

Eu me sinto bem quando me sinto magra. Me sinto mal quando me sinto gorda.

Simples.

domingo, 21 de junho de 2015

pijamas que me deixam gorda e outras historias


Estas fotos foram tiradas num dia difícil pra mim. Estava sacodindo a poeira, dando a volta por cima e sorrindo apesar do sofrimento. Parece que estou sempre fazendo isto em certas épocas da minha vida. Eu odeio isto tudo, mas fazer o que? A vida te dá uma porrada na cara e você tem que continuar caminhando, vivendo, sofrendo ou não.

As coisas nem sempre acabam como gostaríamos. Aquela coisa de que Deus escreve certo por linhas tortas faz muito sentido porque muitos dos meus momentos mais difíceis são aqueles que se revelam mais tarde como momentos cruciais de mudanca e que fizeram minha vida melhor em um certo ponto.

Então vale a pena continuar sorrindo e lutando, andando sempre em frente.

Estou me sentindo horrível. Meus pijamas estão me deixando gorda, sei que parece loucura, mas é a mais pura verdade.

sábado, 20 de junho de 2015

Gorda

Esta foto foi tirada em Julho do ano passado. Foi a primeira vez que eu vi um urso polar e a primeira vez que me senti gorda usando esta calca comprida. Geralmente com esta calca comprida eu sempre me senti bem. Ela é skinny jeans e sempre me fez sentir magra, mas quando olhei esta foto senti vontade de morrer. Minha filha tirou esta foto de longe e por isto o ângulo me deixou gorda igual a uma vaca. 

Aí quem é ''normal'' vai olhar a foto e dizer que não está vendo nada disto. Mas eu não estou pescando elogios, estou dizendo a verdade. Eu me sinto gorda demais vista por este ângulo. Odeio que tirem fotos minhas de costa sem me avisar. Minha mãe faz muito isto e eu não sei qual é a razão. As vezes, naquela paranóia de quem tem T.A. eu fico achando que ela está fazendo de propósito para que eu me sinta mal e gorda, mas por que ela faria isto? Não faz sentido.

Eu já disse muitas vezes que a minha lógica não faz sentido para as pessoas normais. Eu nem discuto nada disto com as pessoas no mundo real. No meu facebook verdadeiro há uns anos atrás eu tentei fazer um álbum com fotos minhas em diferentes pesos e escrever algumas coisas. Aí vem aqueles amigos com comentários tarados e aquelas pessoas com comentários insípidos: linda! que legal! etc. Sentí que realmente não ia conseguir nenhum resultado positivo, comecei a entender que não adianta tentar levar o T.A. para o mundo real. Eu tenho que ficar aqui mesmo confinada entre as ''paredes'' do meu blog onde todo mundo me entende. Eu digo isto porque todo mundo que tem um T.A. vai ler as minhas palavras sem julgar ao invés de ficar tentando falar coisas tipo :''Ah, mas você não é gorda''. 

  No mundo dos blogs onde as pessoas tem T.A. podemos falar abertamente das paranóias, dos comportamentos fora do comum com bastante sinceridade. Aqui todos vão compreender porque não queremos comer na frente dos outros, porque não nos sentimos magras mesmo que o resto do mundo diga que estamos. Os paradoxos fazem sentido e os sofismas não tem o mesmo peso que no mundo real. Aqui eu sinto que se digo que me sinto gorda, eu sei que outras mulheres também compartilham os mesmos sentimentos em alguma época da vida delas. Então vivemos assim sem medo. A importância dos blogs para quem tem T.A. é algo que eu já discutí em outros posts. Na hora de falar de algo que somente nós podemos entender, eu venho para o blog. 

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Vou privatizar o blog, deixem seus emails nos comentários, se vocês não estão na lista ainda pois privatizado não dá pra ler sem estar na minha lista






De tempo em tempo eu tenho que fazer isto porque sou constantemente atacada no mundo virtual pelo simples fato de ser inteligente, ter um preparo acadêmico, viver em países diferentes, falar idiomas e SER NEGRA :) As pessoas não aceitam isto. É uma pena que existam pessoas assim. Não são todos, há pessoas que me aceitam e me dão todo o apoio, mas há outras que continuam a me atacar e me chamar de nomes como : nigger. Esta palavra é no Inglês a palavra mais ofensiva que se pode chamar uma pessoa negra. Quando as pessoas usam esta palavra já perderam todos os argumentos e não tem vocabulário para se expressar. É um mundo triste onde vivemos com racismo mesmo em 2015. 

Portanto, vou ter que privatizar o blog. Por favor deixem seus emails para que quando eu o tornar privado, vocês possam continuar acompanhando. Quem já está na minha lista desde 2008 quando iniciei o blog, mas mudou de email, por favor me mande o novo email :) Quero poder continuar a me comunicar com vocês que apreciam o que eu tenho feito.

 A pessoa em Redmond que entra no meu blog todo santo dia, mas não quis se identificar, se não deixar o email aqui , não poderá mais ler o blog. Eu infelizmente não posso deixá-lo aberto á mercê dos racistas e cyber bullies de plantão.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Magra demais o caramba

http://celebhealthy.com/ellen-pompeo-health-fitness-height-weight-bust-waist-and-hip-size/


http://www.howtallis.org/ellen-pompeo-height-weight-measurements/


Eu acho esta atriz Ellen Pompeo super bonita. Ela tem mais de 40 anos, assim como eu, e está em excelente forma física. Este tipo de exemplo eu gosto muito de ver. Um dia destes pesquisando no google sobre Grey's anatomy eu achei um website com umas pessoas super negativas falando mal dela, dizendo que ela é magra demais.

Que gente idiota! A mulher está ótima!

Sem contar que alguns websites reportam a altura dela em 1m65cm e outros 1m70cm, uns websites dizem que ela pesa 49kgs e outros 57kgs. De qualquer forma ela não é magra demais.

Afinal, de quem é o direito de olhar pra nós e dizer: ''Você está magra demais!''. Minha mãe não pode ver uma foto minha tirada por um determinado ângulo em que eu fico mais magra que já fala que eu estou magra demais. Ela não gosta que eu fique ''magra demais'' e eu acho que isto é porque ela engordou muito nos últimos anos e se eu emagrecer isto reflete nela. Eu posso estar errada. Mas deve haver uma razão.

Acho um saco quem fica falando este negócio de magra demais, geralmente é um comentário que vem de alguém que está acima do peso e não quer emagrecer. Então fala que não é gorda, que é gostosona e que tem ''curvas'', isto tudo porque a tal pessoa não quer emagrecer. È um direito que assiste a esta pessoa de não querer emagrecer, mas por favor, não me venha dizer ''magra demais''.

sábado, 13 de junho de 2015

Feliz aniversário, minha filhinha!




Hoje foi o aniversário de 9 anos da minha filha.Eu tive várias criancinhas aqui correndo e brincando com ela o dia inteiro. Teve pizza, bolo, refrigerante... Tudo por ela. Ela merece. Minha amiga Maggie fez este cartão virtual pra ela e minha amiga Evellyn veio aqui em casa dar um abraco nela. O que estas duas amigas tem em comum é que foram minhas alunas e hoje são minhas amigas. É difícil fazer amizades na Noruega. Estas pessoas são muito especiais e tem um grande carinho pela minha filha. 
Depois da festa, arrumei a casa, o pai dela chegou da Espanha, ela recebeu os presentes importados que ele comprou e recebemos o telefonema da minha mãe e minha sobrinha no Brasil. A foto que minha mãe mandou pra mim pelo Facebook e o cartão virtual que Maggie fez pra minha filha estão postados aqui e tudo isto simboliza uma vida cheia de paz e atividades ''normais'' , sem medo, sem angústia e dias e dias, meses até sem CHORAR E ME MACHUCAR FISICAMENTE OU EMOCIONALMENTE. Isto significa muito pra mim. Eu já sofrí muito. Chega de sofrer, agora eu quero ser uma mãe feliz para minha filhinha.



sexta-feira, 12 de junho de 2015

Trabalhando de estômago vazio e sem medo




Quarta-feira, como muitas vezes eu fiz, trabalhei aqui nesta firma. Este prédio (aqui mostrado por ângulo onde não é possível ver o nome da firma) foi onde eu passei muitas horas trabalhando como tradutora intérprete. Eu ministrei cursos aqui no ano passado e todos eles foram durante períodos conturbados da minha vida quando eu NÃO ESTAVA EM PAZ.

Nesta última quarta-feita o curso foi excelente, foi melhor que todos os outros porque EU ESTAVA EM PAZ.

Meu ESTÔMAGO ESTAVA VAZIO E EU ADORO SENTIR MEU ESTÔMAGO VAZIO. Esta, no entanto, não foi a razão da paz que eu estava sentindo. Eu cheguei no escritório, coloquei minhas coisas na sala de cursos, deixei um de meus telefones sobre a mesa no caso de alguem ligar da escola da minha filha (o telefone simples que não é ANDROID nem nada) e o outro deixei na bolsa. Não mexi no Android até o final do curso. Foi uma paz tão grande. Eu nem levei meu laptop , que por sinal eu não uso há muito muito muito tempo, apenas trabalhei com o computador da firma. 

Quem trabalha em firmas sabe que os computadores são exclusivamente para trabalho e que nada pessoal é possível: skype, facebook, msn, twitter e todo o tipo de social media é proibido. Só quem trabalha diretamente com a social media da firma pode usar.

Então eu sentei no computador e relí toda a apresentacão do powerpoint to início ao fim antes de iniciar o curso. 

Trabalhei em paz o dia inteiro.

Saber que de agora em diante sempre será assim me deixa muito feliz.

Minha filhinha foi pro colégio cedo e eu (SEM CAFÉ DA MANHÃ) fui de ônibus para a firma. A parte significativa desta forma de transporte foi a seguinte: no ano passado eu tomei táxis para chegar lá. Fiz isto porque estava SEM PAZ ALGUMA, estava tão transtornada, aborrecida e sendo torturada psicologicamente pelos meus sentimentos que perdia a hora, ficava tão nervosa que saía com pressa e acabava não conseguindo chegar ao ponto de ônibus a tempo. TUDO ISTO ACABOU. EU TRABALHEI DE ESTÔMAGO VAZIO, ME SENTINDO MAGRA, FELIZ E EM PAZ.

Apenas quem tem um T.A. vai entender a importância de um estômago vazio e sensacão de magreza num dia atribulado.

Eu terminei de ministrar o curso, saí calmamente, fui para o ponto do ônibus a caminho da escola da minha filha. Um dos participantes do curso estava no mesmo ônibus, fiz aquela polite small talk SEM MEDO porque nada de errado ou mal estava acontecendo, COMO NUNCA HAVIA SIDO ANTES: EU SEMPRE TRATEI TODOS OS PARTICIPANTES DE CURSO E MEUS CHEFES E COLEGAS COM TODO O RESPEITO E ISTO SEMPRE FOI MÚTUO. Na quarta-feira não foi diferente neste ponto porque profissionalismo e respeito são sempre minhas metas. O que foi diferente é que eu não me sentí presa, nervosa, torturada ou ''contra a parede''.

Só quem conhece minha história vai entender o que estou dizendo, só quem tem um T.A. vai achar que o estômago vazio tem algo a ver com a história :) Por isto quem tem T.A. TEM QUE TER UM BLOG, UM FÓRUM, ALGUM LUGAR PARA VENTILAR SEUS PENSAMENTOS SEM MEDO.