WHO IS ANNA WILLIAMS?

BEFORE YOU READ: THIS IS NOT A PRO-ANA OR PRO-MIA SITE. HOWEVER, I DO RESPECT AND OFFER COMFORT AND SUPPORT TO THOSE WHO SUFFER FROM THOSE EATING DISORDERS. THIS BLOG IS ABOUT MUCH MORE THAN JUST FOOD AND WEIGHT ISSUES. ANTES DE LER: ESTE BLOG NÃO É PRO-ANA OU PRO-MIA. NO ENTANTO EU RESPEITO E OFERECO CONFORTO E APOIO PARA AS PESSOAS QUE SOFREM DESTES TRANSTORNOS ALIMENTARES. ESTE BLOG É MUITO MAIS QUE APENAS UM BLOG SOBRE COMIDA E PROBLEMAS COM PESO.

WHO AM I?

My internet name is ANNA WILLIAMS: a tribute to my best friend in middle school, whose name is ANNA and to women I admire and my dad admired (he passed away in 2003) : Serena Williams, Venus Williams and Vanessa Williams (the first two are tennis players, the latter is an actress, but she is also a singer and she lost her title as Miss America for ludicrous reasons. Yes, they're all black women. No, I'm not related to them, neither do I even look like them. They are all amazing in their own way, but I AM WHAT I AM, my own special creation. I look like my mom, dad and family members)
I am a 42-year old woman who has lived in 4 different countries(USA,Australia,New Zealand, currently in Norway)learned 5 languages besides her own (Spanish,English,Norwegian,Swedish and Danish)and has enjoyed a little bit of modeling, lots of traveling, heaps of teaching and learning... I am educated as an EFL and ESL teacher and I have a Masters in Education in English Literacy. I am Brazilian: a mixture of Polish, Indigenous Brazilian and Black Brazilian. I am a person, not a color.
Modeling was just a hobby. I was NEVER a super or top model. I don't even fit the characteristics. I am 5ft4 - 5ft6 (not sure because I've been measured several times and I come out looking taller or shorter depending on where I am measured. I'm ALWAYS MEASURED WITHOUT SHOES , so it's not that) While modeling I weighed 96 - 137 pounds and ironically enough got more jobs when I was at the heaviest end of the scale. I was NEVER FAT, but I do have a latent eating disorder. Don't try to understand me. If you read this blog you will realize it's about my relationship with food and also about who ANNA WILLIAMS is. My alterego, my internet persona who helps me cope with everyday situations. I spend 99% of my time with my daughter. I leave www.vaughnlive.tv on as background noise when I'm at home and in between chores sometimes I browse through channels and even talk to people, but my main occupation is MOM:-)I have 4 jobs: translator, professor, teacher and writer. I translate documents and courses for a firm in the city where I live in Norway. I am a professor at an institution of higher education where I lecture Literature written in English Language and I teach languages there also. I teach 8th,9th and 10th grade Spanish and English at another place. I write articles regarding grammar in the English Languages for the same language institute I already mentioned. Although I'm still under contract at the hotel as an ''extra'', I haven't worked there at all since November 2014 and I don't see myself going there as often anymore because a subsidiary of the Language Institute I work for has hired me to teach Business English in firms. I'm very busy these days. I never used to broadcast for that long anyway, now I broadcast for even shorter amounts of time.

If you like me and want to see my videos go to my youtube channel www.youtube.com/safiwantstolive and also follow my vaughnlive.tv channel www.vaughnlive.tv/anna_williams . I am not a porn star, stripper or any other kind of sexually oriented professional. None of my ''shows'' are sexual. If you interpret them that way, you're a fucking loser.

It's ok if porn stars want to make money that way. I respect them as I respect strippers, but I am not and never have I been in those professions. I was a model for a while and I am highly educated, never needed to struggle for money because my parents in Brazil supported me financially. My father was an engineer who went to university for 6 years, my mother is educated as a teacher and they gave me the best upbringing a person can have.

Yes, I wear tiny clothes and bikinis. My Brazilian culture allows me to do that in a natural way and it really doesn't have anything to do with sex. Again, if you think it does, you're a loser.

I also do shows on battlecam, none of them are sexual either. People who masturbate to random women who are moving around in a non-sexual way and singing on the internet, whether they are in a bikini or in regular clothing are mentally disturbed. That's just my opinion.

I don't need or want your attention, to be perfectly honest with you: my least favorite part of all channels (tinyshit, jtv, battlecam, etc) IS THE CHAT ROOM. People either suck up too much or they insult you. There are very few nice/regular people to talk to. I don't like small talk, my shows are my time to express my creativity. People who come in with ''Hi, Anna! How are you today?'' sometimes don't realize that. There are days when I just sit there and talk to people, but there are broadcasts that are like lectures in which I will only be talking and not really interacting with chat as much.
I don't mean to be rude, but once my presentation is flowing I don't want to stop to make chit-chat in the middle of it.

The third season of my show, HOWEVER, was ALL FOR THE FANS. I HAVE BEEN CHATTING MORE AND DEDICATING MORE TIME TO THE CHATTERS, VIEWERS AND FANS WHO CARE ENOUGH TO FOLLOW ME ON THE INTERNET THROUGHOUT ALL DIFFERENT STREAMING SITES:-)

The fourth Season of my show was a turbulent one: I stopped talking to people altogether, went for 8 months without doing a bikini show and almost ruined everything that I had built as a broadcaster since 2008-09.

This year (2015) I am doing the 5th season of my show and I am back to my roots as a caster, but there is no trolling or guest chat allowed. I have had trolls and guests on my channels before, both on jtv and on vaughn. On Battlecam I have already heard every single possible form of insult a person can hear. There's nothing new. The trolls and guests are repetitive, they disrupt the chat and I am not interested in what they have to say. I have already heard it all. I'm not afraid of them or upset by them. I just refuse to give these idiots a platform to be bullies on the internet just because their real lives suck so much.

I am on vaughn and battlecam almost daily for at least a quarter of an hour up to an hour and a half. Fortunately or unfortunately for me, I do not have 6-8 hours at my disposal to broadcast. I think it's great when folks do that and they enjoy themselves. Broadcasting has to be fun! I just do it for shorter periods of time. When you see me, come in! I will be gone soon and you will be able to go back to your favorite casters :)

This is my blog about initially eating disorders, but it grew into something more complex. I hope you enjoy reading it!

www.battlecam.com/the_real_anna_williams

Seguidores

SIGLAS

SIGLAS QUE EU USO MUITO NOS MEUS POSTS
LF low food (literalmente ''baixa comida'' - pouca comida)

NF no food (literalmente ''não comida'' - nenhuma comida)
SF days semi fasting days (literalmente '' dias de semi-jejum) Este eu tive que inventar porque como eu não fico 24 horas sem comer, não tenho permissão das hardcore anas para usar o termo NF:-) risos*
RA Reeducacão alimentar
TA Transtorno alimentar
AF Atividade Física

ANNA WILLIAMS ON TWITTER

De onde estão lendo o meu blog?


contador de visitas

terça-feira, 26 de julho de 2016

As pequenas coisas na vida tem importância

Desde que minha filha estava no meu útero eu a levava a academia comigo. Eu fiz ginástica durante a gravidez e depois também que ela nasceu ela fazia ginástica comigo. Nós ainda vamos á academia de ginástica gym juntas. Ela e eu nos sentamos na sala de espera e conversamos enquanto o tempo passa, tiramos fotos, falamos da vida, rimos juntas e as vezes parecemos duas criancinhas e não uma criancinha e um adulto.

Somos felizes com as pequenas coisas da vida.

Não tenho carro e vamos de ônibus, táxi e muitas vezes vamos á pé aos lugares. Hoje tomamos um táxi para a academia, depois tomamos um ônibus até o Mac Donald's onde ela comeu HAPPY MEAL E EU UMA SALADA. De lá fomos a Heimdal passear enquanto fazia sol. A chuva apareceu de repente e tomamos um ônibus para a biblioteca, pegamos um livro pra minha filha e voltamos pra casa a pé.

Só eu e ela. Eu vivo pra ela, ela vive pra mim nestes momentos que são apenas nossos. Não sabemos quanto tempo irão durar. A vida dá tantas voltas. As criancinhas crescem, se largam dos pais. As vezes a vida muda de certa forma que acabamos em caminhos diferentes. Minha decisão é sempre pensando primeiro no bem estar da minha filha e depois em mim.

Eu sempre serei assim, SKYLER PRIMEIRO, eu depois.









Fotos tiradas no saguão da academia. Depois voltamos pra casa e eu ainda tirei umas fotos em um dos pontos de ônibus, antes da chuva chegar... São as pequenas coisas na vida que me fazem feliz: tudo sempre ao lado da minha filha quando assim a vida permite, enquanto assim a vida permitir.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

O que é uma ''mulher perfeita''?

A Daniella Monet, na minha opinião, é lindíssima e além disto excelente atriz. No entanto, eu não a considero uma ''mulher perfeita'' só porque ela é a figura ilustrativa de uma thinspo. A magreza dela é invejável, os ossos, as pernas finas, tudo isto... Mas muitos homens vão olhar pra ela e dizer: ''Quem gosta de osso é cachorro! Eu gosto é de mulherão com bundão e coxão!'' e muitas mulheres (invejosas e cheias de celulite, pneus, etc) vão dizer :''homem não gosta de mulher assim. Mulher que é mulher tem que ter estria, celulite, varizes , etc''.

Vou dizer o que é uma ''mulher perfeita'' :

SE OLHEM NO ESPELHO.


Sim, parece loucura, mas é verdade. Você nunca vai ser outra pessoa. Você pode fazer lipoaspiracão, pode emagrecer, pode fazer bariátrica, pode fazer o que for... SEMPRE SERÁ VOCÊ MESMA.

ENTÃO AO INVÉS DE SE ACHAR FEIA, SE AME.

VOCÊ É PERFEITA.

SE O MUNDO TE ACHA FEIA, ELES QUE SE FODAM. VOCÊ TEM QUE SE ACHAR LINDA, PERFEITA MESMO SE TIVER O CORPO DO PAPAI NOEL OU QUE O MUNDO TE ACHE ''UMA MULHER TRAMBOLHO''. TENHA UMA BOA PERSONALIDADE, TENHA CARÁTER, SEJA AGRADÁVEL, TRATE OS OUTROS BEM E NÃO SEJA INTROMETIDA, CHATA, CRÍ-CRÍ QUE SEJA LÁ QUAL FOR SUA APARÊNCIA, VOCÊ SERÁ VISTA LINDA PELOS OUTROS TAMBÉM.

Existe gosto pra tudo.

Tem gente que só gosta de mulher asiática, tem gente que só gosta de loira, tem gente que só gosta de ruiva, tem gente que só gosta de mulher obesa, tem gente que só gosta de mulher anoréxica, tem gente que gosta de alguém EXATAMENTE COMO VOCÊ.

Não se deve medir o valor de alguém pelo que os outros falam.

Eu sou uma mulher negra, de 44 anos e sei que sou considerada feia por muita gente. Mesmo me vendo linda no espelho, sei que na rua os outros vão me achar horrenda. Só não vou é deixar o mundo me destruir.

sábado, 23 de julho de 2016

O que é uma ''mulher trambolho''?

Eu posso ser tudo, mas tribufú eu sei que não sou. Eu defino um ''tribufú'' estilo aquela mulher que tem o rosto feio, o corpo feio, a personalidade mais feia ainda e em certos casos se acha o máximo.

Neste modo de definir eu creio que a personalidade é o que pode mudar isto.

Se a mulher for um ''tribufú'', mas for uma pessoa agradável, cordata, imparcial, respeitadora... eu acho que isto conta muito mais e a pessoa acaba sendo vista como bonita aos olhos dos outros.

Tendo dito isto, devo acrescentar que eu não gosto de debochar das pessoas gratuitamente. Se a pessoa me fez alguma coisa, eu tenho direito de revidar e/ou me defender. Muitas vezes o sarcasmo é a melhor forma de fazê-lo, o regozijo pessoal que vem com isto é muito maior. Eu sei que muitas pessoas imaginam que eu tenha uma agenda quando uso vocabulário rebuscado, mas eu escrevo assim apenas porque tenho education formal em Letras. Eu fiz 4 anos e meio de curso universitário, me graduei e escrevo assim porque fui criada num ambiente acadêmico. Meu pai era engenheiro de uma grande firma estadual, mas também dava aula na faculdade. Mamãe é professora formada. Os dois sempre me incentivaram a ler e me mostraram que quem LÊ, ESCREVE BEM. Eu uso as palavras cautelosamente e isto as vezes assusta e outras vezes confunde as pessoas. Muitos momentos nos quais eu não estou debochando de alguém podem parecer que sejam momentos em que estou fazendo comentários irônicos apenas pela escolha de vocabulário, o que é muitas vezes inocente. Devo confessar que as vezes eu propositadamente uso a ironia, sarcasmo e falo diretamente o que quero dizer para afetar mesmo a pessoa que me afetou.

Eu escreví um post falando das gordinhas na academia, não foi para atingir ninguém ou debochar. Foi realmente minha opinião sincera. Hoje eu ví duas meninas, uma magrinha e a outra gordinha. Elas são irmãs. Passeavam com um cachorrinho. A magrinha na frente andando rápido e a gordinha tentando alcancar. Ví que havia uns meninos sentados na frente do supermercado apontando nem tão discretamente e rindo entre eles.

Eles estavam debochando da gordinha. Estas duas são irmãs. Fico imaginando como deve ser difícil para a gordinha num mundo tão cheio de preconceitos onde ela é sempre considerada pior, menos atratente, menos tudo... Isto é triste. Como negra acontece o mesmo comigo. Eu nunca sou considerada tão bonita quanto uma ''loira''. Coloco entre aspas porque no Brasil ''loira'' é sinônimo de bonita. Eu acho isto ridículo especialmente depois de já ter visto no mundo inteiro MUITA LOIRA FEIA, O KID Desgraça , EM PESSOA. Ser loira não significa ser bonita. Mas eu já ouví minha mãe falando muitas vezes: ''Fulano arranjou uma loira. Largou fulaninha e foi logo pegar UMA LOIRA.''. As vezes é uma mulher feia, corpo de papai noel, cheia de pneus, cara de peixe morto, mas é LOIRA... ENtão é bonita, é melhor. Fico imaginando a gordinha se sentindo pior que a irmã. Eu sei que as duas são irmãs porque a irmã menor delas estuda na mesma escola da minha filha. Assim como no Brasil loira é melhor, no mundo inteiro existe um preconceito onde a gorda é sempre a mais feia e a magra pode ser o cão chupando limão que todo mundo prefere ela. São raros os homens que gostam de mulheres gordas. Mas existe um grupo assim. Há inclusive os que tem fetiche em ver as mulheres comendo. Mas esta é outra história.

Vendo isto hoje de manhã, lembrei de escrever este blog post agora.

Meu conselho pra quem tem este corpo onde a gordura está toda no torsoé de sempre tentar permanecer num peso que te deixe mais magra porque naquilo que engordou... fica igual ao papai noel de pernas finas e a barriga grande. A menos que você tenha uma personalidade magnífica para compensar isto ou que realmente não se preocupe com a saúde e tenha entrado na onda das mulheres-obesas-com-saúde-debilitadas que se acham lindas plus size models quando na verdade estão correndo risco de vida, não há motivo para uma mulher de qualquer idade estar com mais de 100 kgs em uma altura de 1.60-1.70 m.

Existe o que leva a pessoa a engordar. A pessoa pode ter tido um trauma, pode sofrer de depressão e usar a comida como conforto... Esta pessoa pode até fazer uma bariátrica ou emagrecer com dieta e ginástica, mas como diria Machado de Assis, o interno não aguenta tinta. A origem do problema está na parte psicológica e esta pessoa pode voltar a engordar novamente.

Acho que com a cirurgia bariátrica é mais difícil a pessoa voltar a engordar, mas com dietas ''comuns'' é facílimo.

Eu agradecí a Deus cada dia por ter um corpo proporcional, cintura fina, quadris proporcionais, ser magrinha em cima... porque eu posso ir de 40 e poucos a 60 e poucos quilos e ainda ficar com um corpo legal e ficar bem nas minhas roupas, usar um biquini, etc... Com o corpo de tribufú/trambolho/papai noel a pessoa só fica bonita magra.

Tudo isto é questão de opinião e questão do que a maioria diz, não é uma lei ou regra. Cada um pensa o que quer. Gosto é igual a cú, cada um tem um.

Eu quis escrever este post depois que lí a reportagem sobre a ex musa do Gang do Samba que engordou e foi achincalhada pela mídia. Se ela disser ''não sou gorda, sou plus size'', eu acho que é pertinente. Ela tem o corpo bonito, independente de ter engordado. Depois desta foto ter sido tirada acho que ela deve ter emagrecido, mas eu acho que tem gente confundindo PNEU com CORPO COM CURVAS. Barriga de cerveja, pneus e muffin top não são curvas, são sinônimos de que a pessoa está acima do peso e que não se exercita.


quinta-feira, 21 de julho de 2016

Quero me sentir segura

A única coisa que eu quero é me sentir segura, ter alguma garantia. Sem garantia eu não posso viver.

Estou cansada da incerteza do futuro.

Hoje passei várias horas fazendo mais vídeos educativos em uma das escolas onde eu estou trabalhando.

Eu tenho comido uma quantidade boa de calorias, tenho feito exercícios e ainda assim não me sinto bem.

Só minha filha mesmo pra me dar alegrias.

Ela está aqui do meu lado fazendo um desenho lindo e o talento dela me comove, me deixa muito feliz.

O meu sofrimento é só no âmbito da incerteza.

terça-feira, 19 de julho de 2016

I want to be alone/ Quero ficar sozinha

Odeio bater papo
odeio conversinha pequena
odeio gente que inventa papo para iniciar uma conversa comigo
Geralmente, na GRANDE MAIORIA DAS VEZES que saio de casa, me visto HORROROSA: cabelo feio, roupas baggy bem largas sem mostrar nada de corpo, sem maquiagem, sem um mínimo de atrativo. Eu acho que é uma forma de me defender. O anel no dedo direito indica: sou casada. Isto já mantém as pessoas longe de mim e eu acho ótimo. Não quero ninguém tentando conversar comigo.

Nunca quis, nunca vou querer.

Eu gosto de sair com a minha filha, passear com ela e conversar com ela durante os passeios. Só.

Quando tenho que conversar com alguém são sempre questões de trabalho, alunos, professores, meus chefes... Só isto. Nos últimos tempos eu não fico nem muito no facebook com mamãe e meu irmão. Pego uma ou duas horas por dia e falo com eles, mas odeio chat

ODEIO CHIT CHAT
ODEIO CONVERSA PEQUENA
PARA MIM É PERDA DE TEMPO

Tempo no qual eu poderia estar lendo e me tornando mais inteligente, para que?

Para passar conhecimento para os alunos, para meu trabalho, para uma simples questão profissional

Se sou considerada um bicho anti-social que se dane. Foda-se. Foda-se. Foda-se.

Eu não quero ficar conversando amenidades com as pessoas, falando do tempo, falando da minha atual situation (coisa que não posso falar, sou proibida de falar de tanta coisa por causa de pessoas que podem me prejudicar)... não quero, não gosto, não vou, nem hoje, nem amanhã e nem ontem ...

Sempre curtí minha solidão aqui nesta cidade. Nunca fui de muitos amigos.

Tive um grupo restrito de amigos na época em que fazia faculdade para obter proficiência em Norueguês de 2002-2005. Depois daí, engravidei, tive minha filha e me separei dos amigos, conhecidos...

PORRA

PUTA QUE PARIU

FUCKING AAAAAAAAAAAA

Eu não tenho vida social

Não estou procurando, não quero

Não estou pulando de galho em galho atrás de sexo ou amor , nada disto, que merda, que inferno!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou trabalhando o que posso para ter dinheiro para pagar contas e estou sempre olhando minha filha, olhando pelo que é melhor pra ela. Eu sou mãe, sou decente, sou digna, não sou uma destas bimbos procurando aventurinhas. Foda-se quem pensar isto de mim.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Trabalhando, tomando conta da filha, me mantendo uma ''magra na vida real'', ainda sofrendo, ainda sobrevivendo.

Estou trabalhando com vídeos educativos para uma escola onde sou professora. A escola ainda não se definiu como uma escola ''em terra'' e está funcionando no momento com educacão online, cursos via internet com ''mini aulas'' de vocabulário, gramática e proúncia. Eu estou com Português, Espanhol e Inglês. Hoje gravei dois vídeos em Inglês.

Não quero perder a academia, não falto nas férias. Estou em um período no qual as escolas estão em férias e somente institutos educacionais para adultos e cursos livres como as duas escolas para as quais eu trabalho estão funcionando. Portanto tenho menos aulas pra dar e tenho obrigatoriamente que fazer mais exercicios.

Não vou deixar a peteca cair, não vou me deixar engordar.

Todo mundo pode falar na beleza das plus-size e em fat shaming. Tá, galera. Tudo bem. Eu não tenho nada contra as pessoas quererem ficar mais gordinhas, plus size ou categoricamente dizerem que se dissermos qualquer coisa sobre uma pessoa acima do peso estamos fat shaming/fatshaming /shaming etc.

Eu respeito as pessoas de opniões diferentes. Não estou aqui para enfiar minhas idéias na garganta de ninguém nem sutilmente e nem descaradamente. Este é meu blog onde eu exponho minhas idéias, lê quem quer. Quem discorda, deve ler outros blogs.

Eu leio tanta coisa interessante nos blogs das pessoas, mas também leio muita merda que eu simplesmente deixo pra lá. Nem perco meu tempo tentando explicar nada pra pessoa, mesmo sabendo que a pessoa está falando merda.

Mas aqui eu vou sempre uma hora ou outra voltar ao tópico de discussão que iniciou minha jornada neste blog:

RELACIONAMENTO COM O PESO/A COMIDA/A AUTO IMAGEM


Sim, é um tópico de discussão, mas NÃO, eu não estou atrás de fórum ou de chit chat

AS pessoas se confundem muito com isto. Se eu entrar num fórum e iniciar uma discussão eu vou ''bater papo'' e responder, as pessoas vão perguntar, etc... Eu não estou procurando isto. Estou apenas colocando meus pensamentos.

Eu não quero ser gorda, nem gordinha, nem cheínha, nem ''aquela com uns quilinhos a mais'',  nem ''aquela que tem o rosto bonito, que pena que está acima do peso''... Isto não vai me fazer bem. Eu não quero isto. È um direito meu. Mas eu tenho que trabalhar muito pra não chegar a este ponto. Não posso comer como uma pessoa normal, não posso ficar sem me exercitar e não posso dizer ''ah, só esta semana eu estou tomando sorvete todo dia depois do trabalho''... (se eu fizer isto, no final daquela semana eu já estou no mínimo 2 ou 3 kgs mais gorda!).

Sei que uma mulher obesa, comprovadamente acima do peso e sofrendo de problemas com seu metabolismo, tiróide, etc vai dizer: você é doida, você não é gorda, que exagero, etc


Então por isto eu sempre digo que tudo isto sobre peso é relativo e que ninguém leve estas palavras para sí mesmo a menos que tenha mais ou menos a mesma altura e mesmo peso que eu.


sexta-feira, 15 de julho de 2016

Sou contra quem rí da gordinha na academia

Eu ví umas meninas hoje rindo da garota gorda sentando na bicicleta na aula de spinning. Acho isto o fim da picada. As meninas deviam se preocupar com o level de fitness delas próprias. Elas não estavam muito longe da gordinha, não. Mas se acharam no direito de ficar rindo, apontando.

Vou falar a verdade, eu me incomodo muito mais vendo uma gordinha comendo um lanche supersize no Mac Donald's do que vendo uma gordinha na academia. Eu tenho orgulho destas que colocam a malha de ginástica e vão, estão tentando.

Eu admiro quem cai e se levanta.

Qualquer pessoa pode engordar.

Eu em 2005 tive uma aluna magérrima, linda, thinspo, rosto lindo e tudo perfeito.

Ela sofreu uma desilusão amorosa muito séria. Ela foi abandonada pelo cara que amava e 10 anos depois eu a reencontrei. Ela está o dobro do que era antes.

O corpo da menina era perfeito, não tinha ali nenhum indício ou forma de prever que ela pudesse um dia engordar.

Depois ela foi fazer academia, foi fazer dieta, encontrou um novo amor, está casada hoje e mais felia. Não voltou ao corpo thinspo de antes, mas está tentando.

Eu não gosto de rir nem apontar ninguém. Nem na academia, nem no Burger King ou no Pizza Hut. Mas se eu tiver que falar com sinceridade qual a melhor situacão eu prefiro ver uma pessoa obesa na academia que num fast food joint.

Mas não me acho no direito de rir ou julgar. Eu ia postar este texto mais cedo junto com o vídeo com camera escondida da aula de spinning.

Nem sempre eu consigo gravar, se tiver alguém numa bicicleta muito perto da minha, não dá. Mas eu tenho sentido uma necessidade muito grande de provar que estou na academia, de provar que estou fazendo exercícios físicos e não saindo por aí feito menininha de 18 anos solteira, gata, garota querendo procurar vários meninos pra transar, pra beber, pra sair e se divertir.

Nem quando eu tinha 18 anos eu era assim, eu não fui e nunca serei. Minha vida tem se resumido em tomar conta da minha filha, trabalhar e ir pra academia, passear com minha filha e só com ela mesmo. Eu não tenho grupão de amigos e nem um homem ao meu lado que goste de sair. As circunstâncias são muito diferentes do que eram há muitos anos e meu sofrimento continua.

A minha única forma de ficar feliz é trabalhando e tomando conta da minha filha. A academia ameniza uma série de problemas: higiene pessoal (tomo banhos longos e quentes na academia), me exercito e posso me aquecer na sauna. Eu estou fazendo muito mais ginástica que antes.

Estou trabalhando menos horas por semana, mas isto não significa que esteja festejando por aí, celebrando não sei o que. Estou tão triste com a parte emocional da minha vida. Estou me sentindo assim e a última coisa que eu vou fazer é ver uma mulher que deve ter sofrido horrores na vida pra ter chegado a mais de 100 kgs e ficar rindo dela na academia. Sou contra mesmo. Eu tenho uma disciplina bastante rígida pra fazer exercícios. Se eu um dia conseguir isto com a comida eu vou emagrecer muito mais.

Ao invés de me importar com o que os outros fazem eu me importo com minha saúde e level of fitness

Se estou sorrindo quando durmo

Nāo tenha ciúmes do meu sorriso en quanto durmo,  meu amor
Sé estou sorrindo, estou sonhando com você
Te entendo,  amor
Tenho ciúmes de tudo que você toca
A garrafa de coca cola,
A cerveja, o jornal
O movimento que fazes com a cabeça
Quem estás mandando textos a telefone
Tenho ciúmes porque ainda amo