WHO IS ANNA WILLIAMS?

BEFORE YOU READ: THIS IS NOT A PRO-ANA OR PRO-MIA SITE. HOWEVER, I DO RESPECT AND OFFER COMFORT AND SUPPORT TO THOSE WHO SUFFER FROM THOSE EATING DISORDERS. THIS BLOG IS ABOUT MUCH MORE THAN JUST FOOD AND WEIGHT ISSUES. ANTES DE LER: ESTE BLOG NÃO É PRO-ANA OU PRO-MIA. NO ENTANTO EU RESPEITO E OFERECO CONFORTO E APOIO PARA AS PESSOAS QUE SOFREM DESTES TRANSTORNOS ALIMENTARES. ESTE BLOG É MUITO MAIS QUE APENAS UM BLOG SOBRE COMIDA E PROBLEMAS COM PESO.

WHO AM I?

My internet name is ANNA WILLIAMS: a tribute to my best friend in middle school, whose name is ANNA and to women I admire and my dad admired (he passed away in 2003) : Serena Williams, Venus Williams and Vanessa Williams (the first two are tennis players, the latter is an actress, but she is also a singer and she lost her title as Miss America for ludicrous reasons. Yes, they're all black women. No, I'm not related to them, neither do I even look like them. They are all amazing in their own way, but I AM WHAT I AM, my own special creation. I look like my mom, dad and family members)
I am a 42-year old woman who has lived in 4 different countries(USA,Australia,New Zealand, currently in Norway)learned 5 languages besides her own (Spanish,English,Norwegian,Swedish and Danish)and has enjoyed a little bit of modeling, lots of traveling, heaps of teaching and learning... I am educated as an EFL and ESL teacher and I have a Masters in Education in English Literacy. I am Brazilian: a mixture of Polish, Indigenous Brazilian and Black Brazilian. I am a person, not a color.
Modeling was just a hobby. I was NEVER a super or top model. I don't even fit the characteristics. I am 5ft4 - 5ft6 (not sure because I've been measured several times and I come out looking taller or shorter depending on where I am measured. I'm ALWAYS MEASURED WITHOUT SHOES , so it's not that) While modeling I weighed 96 - 137 pounds and ironically enough got more jobs when I was at the heaviest end of the scale. I was NEVER FAT, but I do have a latent eating disorder. Don't try to understand me. If you read this blog you will realize it's about my relationship with food and also about who ANNA WILLIAMS is. My alterego, my internet persona who helps me cope with everyday situations. I spend 99% of my time with my daughter. I leave www.vaughnlive.tv on as background noise when I'm at home and in between chores sometimes I browse through channels and even talk to people, but my main occupation is MOM:-)I have 4 jobs: translator, professor, teacher and writer. I translate documents and courses for a firm in the city where I live in Norway. I am a professor at an institution of higher education where I lecture Literature written in English Language and I teach languages there also. I teach 8th,9th and 10th grade Spanish and English at another place. I write articles regarding grammar in the English Languages for the same language institute I already mentioned. Although I'm still under contract at the hotel as an ''extra'', I haven't worked there at all since November 2014 and I don't see myself going there as often anymore because a subsidiary of the Language Institute I work for has hired me to teach Business English in firms. I'm very busy these days. I never used to broadcast for that long anyway, now I broadcast for even shorter amounts of time.

If you like me and want to see my videos go to my youtube channel www.youtube.com/safiwantstolive and also follow my vaughnlive.tv channel www.vaughnlive.tv/anna_williams . I am not a porn star, stripper or any other kind of sexually oriented professional. None of my ''shows'' are sexual. If you interpret them that way, you're a fucking loser.

It's ok if porn stars want to make money that way. I respect them as I respect strippers, but I am not and never have I been in those professions. I was a model for a while and I am highly educated, never needed to struggle for money because my parents in Brazil supported me financially. My father was an engineer who went to university for 6 years, my mother is educated as a teacher and they gave me the best upbringing a person can have.

Yes, I wear tiny clothes and bikinis. My Brazilian culture allows me to do that in a natural way and it really doesn't have anything to do with sex. Again, if you think it does, you're a loser.

I also do shows on battlecam, none of them are sexual either. People who masturbate to random women who are moving around in a non-sexual way and singing on the internet, whether they are in a bikini or in regular clothing are mentally disturbed. That's just my opinion.

I don't need or want your attention, to be perfectly honest with you: my least favorite part of all channels (tinyshit, jtv, battlecam, etc) IS THE CHAT ROOM. People either suck up too much or they insult you. There are very few nice/regular people to talk to. I don't like small talk, my shows are my time to express my creativity. People who come in with ''Hi, Anna! How are you today?'' sometimes don't realize that. There are days when I just sit there and talk to people, but there are broadcasts that are like lectures in which I will only be talking and not really interacting with chat as much.
I don't mean to be rude, but once my presentation is flowing I don't want to stop to make chit-chat in the middle of it.

The third season of my show, HOWEVER, was ALL FOR THE FANS. I HAVE BEEN CHATTING MORE AND DEDICATING MORE TIME TO THE CHATTERS, VIEWERS AND FANS WHO CARE ENOUGH TO FOLLOW ME ON THE INTERNET THROUGHOUT ALL DIFFERENT STREAMING SITES:-)

The fourth Season of my show was a turbulent one: I stopped talking to people altogether, went for 8 months without doing a bikini show and almost ruined everything that I had built as a broadcaster since 2008-09.

This year (2015) I am doing the 5th season of my show and I am back to my roots as a caster, but there is no trolling or guest chat allowed. I have had trolls and guests on my channels before, both on jtv and on vaughn. On Battlecam I have already heard every single possible form of insult a person can hear. There's nothing new. The trolls and guests are repetitive, they disrupt the chat and I am not interested in what they have to say. I have already heard it all. I'm not afraid of them or upset by them. I just refuse to give these idiots a platform to be bullies on the internet just because their real lives suck so much.

I am on vaughn and battlecam almost daily for at least a quarter of an hour up to an hour and a half. Fortunately or unfortunately for me, I do not have 6-8 hours at my disposal to broadcast. I think it's great when folks do that and they enjoy themselves. Broadcasting has to be fun! I just do it for shorter periods of time. When you see me, come in! I will be gone soon and you will be able to go back to your favorite casters :)

This is my blog about initially eating disorders, but it grew into something more complex. I hope you enjoy reading it!

www.battlecam.com/anna_williams
www. battlecam.com/anna_williams_android

Seguidores

SIGLAS

SIGLAS QUE EU USO MUITO NOS MEUS POSTS
LF low food (literalmente ''baixa comida'' - pouca comida)

NF no food (literalmente ''não comida'' - nenhuma comida)
SF days semi fasting days (literalmente '' dias de semi-jejum) Este eu tive que inventar porque como eu não fico 24 horas sem comer, não tenho permissão das hardcore anas para usar o termo NF:-) risos*
RA Reeducacão alimentar
TA Transtorno alimentar
AF Atividade Física

ANNA WILLIAMS ON TWITTER

De onde estão lendo o meu blog?


contador de visitas

sábado, 25 de julho de 2015

Ossos, peitão, coxão e tudo o que não consigo mudar



Eu amo estes ângulos. A princípio estas fotos com estes ângulos assim eram apenas por necessidade, agora estou apenas curtindo os ângulos que me deixam ver os meus ossos. Gosto de lembrar que ainda os tenho. As vezes acho que sou apenas um par de ''coxões e bundão'' caminhando por aí, me sentindo uma mulher gordinha e que me perdoem as lindas gordinhas por aí que são lindas e maravilhosas, eu prefiro ser magra. Eu me sinto melhor magra




Os americanos e americanas por aí ficam rindo de mim falando que eu não deveria usar biquínis pois ''não tenho peito'' e eu aqui toda feliz porque quanto menos peito, mais magra a aparência. Meus seios são muito pequenos, tão pequenos que só topless para alguém vê-los. De biquíni eles desaparecem mesmo. Da cintura pra cima eu sou magérrima e da cintura pra baixo se me jogarem em um baile funk eu ia ser idolatradas por aqueles caras cafonas que só vêem coxa e bunda.

Eu só fico totalmente magra com 40 e poucos quilos. Entre 50 e 60 e poucos o efeito ''coxão e bundão'' me acompanha como se eu fôsse uma novela.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Minha amiga de 65 anos e sua filha foram embora hoje, a vida volta ao normal

Eu passei o dia de ontem inteiro com MINHA FILHA E DUAS AMIGAS QUE VIERAM DO BRASIL (MÃE E FILHA TAMBÉM).

Fomos á http://www.trippsbatservice.no/munkholmen/?lang=en

Eu tenho 43 anos e raramente eu saio de casa a menos que seja para fazer algo com minha filha. Em 2010 um amigo veio visitar e agora 5 anos depois estas duas amigas vieram.

Foi um passeio cultural, inocente, turístico.

Eu não entendo como outras pessoas neste mundo pensam que fun and a good time significam sexo, drogas, bebidas e orgias envolvendo tudo o que eu citei.

Acho que se as pessoas tem 20 e poucos anos faz sentido aproveitar a vida, mas uma mulher de 43 anos, com uma filha, emprego, uma vida regrada e tudo o que eu tenho que fazer não combinam nem um pouco com o lifestyle dos jovens que saem para party com os outros e vivem para beber, arranjar parceiros sexuais e dormir.

Minha vida nunca foi assim. Eu nunca fui uma mulher promíscua. Minha primeira experiência sexual foi com meu marido com 25 anos. Hoje em dia as meninas de 14 anos já deram todos os orifícios do corpo para mais de 50 homens. Sinto muito se é esta a imagem que alguém tem de mim, mas esta não sou eu e nunca será.

Eu fiz um passeio cultural com minhas amigas e minha filha. Não estava atracada com nenhum homem em lugar algum fazendo sexo, drogas ou consumindo álcool. Esta não é a minha vida. 43 anos de vida significam: experiência, muita capacidade para distinguir entre o que é certo e errado. Eu já fiz muita merda na vida, mas eu não sou este monstro que estão querendo me pintar.

Nunca matei, nunca roubei e nunca matarei ou roubarei.





















terça-feira, 21 de julho de 2015

Eu juro

Eu juro pela minha filha e tudo que há mais sagrado neste mundo:
. minhas viagens á Suécia sempre foram apenas para fazer compras e eu nunca fui pra lá encontrar com ninguém.
.eu tive UM AMIGO do Brasil que veio me visitar em 2010 e ele foi um dos padrinhos (ushers) do meu casamento, nunca me desrespeitou e nunca houve nada de inapropriado entre nós. Ele ficou na minha casa junto com meu marido e minha filha em 2010 e desde então eu não o vejo.

. No momento tenho duas amigas que vieram visitar Trondheim e elas são amigas de quase 20 anos atrás. Uma foi minha aluna em nível superior de Inglês e a outra foi aluna quando criancinha. Elas são mãe e filha.

Eu estou pedindo a Deus que esta verdade seja colocada na cabecinha de uma pessoa que parece duvidar de mim. Eu posso ser muita coisa nesta vida (problemática, difícil de lidar, mimada e cheia de vontades), mas piranha, prostituta, mulherzinha que se encontra com um monte de estranhos casualmente EU NÃO SOU. Eu não vou levar esta fama e não vou parar de lutar para me defender.












quarta-feira, 15 de julho de 2015

Vida na Escandinávia com pouco papel, cabelo, feiúra, PESO e outros assuntos!




A última foto nesta sequência foi tirada ontem, logo após terminar de fazer aquela escova básica de fundo de quintal que eu mesma fiz. Eu não corto meu cabelo há um tempão, sei que se eu entrar num salão, qualquer cabeleireiro vai querer raspar um lado, cortar ''chanel'' ou talvez clarear e fazer o estilo que ou Rihanna ou Beyonce estão usando, mas eu estou usando meu cabelo como Anna Williams quer e gosta. Eu sei que as mulheres na minha idade cortam o cabelo curtinho e iniciam o processo de ''vou perder a vaidade e ficar feia porque estou velha'', outras iniciam o processo de ''vou botar botox, botar um megahair, injetar colágeno nos lábios e fingir que tenho 19 anos''. Eu acho que não precisa ser nem 8, nem 80. Eu gosto do meu cabelo no seu comprimento natural e eu posso ver o seu tamanho quando eu escovo e deixo liso. 

A maioria das mulheres negras que eu conheci em toda a minha vida sempre elogiou meus cabelos e falou coisas do tipo :''Quem dera que meu cabelo crescesse igual ao seu!'' ,''Queria ter um cabelo bom como o seu'' e outras coisas do gênero. A outra parte das mulheres negras que eu conhecí torceu o nariz e me disse que eu tinha que cortar bem curtinho ou usar um AFRO. Meu cabelo é super fininho e só muito hair spray e desfiamento para criar um efeito AFRO nele , o que cabelereiros tentaram fazer em um photoshoot de 1993 quando me queriam de ''cabelo de pico'' e olhos azuis para criar uma imagem ''chocante''. As lentes de contato eu usei durante um bom tempo para acostumar meus olhos até o photoshoot e o cabelo devidamente desfiado aparentava mesmo mais crespo, mas não ficou do jeito que eles queriam. As fotos estão aqui http://anna-williams72.wix.com/aw72#!portfolio-2


A primeira foto da série que postei hoje tem o título: foto feia minha. Eu tirei depois de uma aula no institute of higher education onde eu dou lectures de Português, Língua Inglesa e Literatura em Língua Inglesa. Naquela noite eu estava cansadíssima. Tinha dado aula o dia inteiro porque tinha substituído uma professora na junior high e na high school. Todo o frescor da manhã já tinha ido embora e a chuva que eu peguei cacheara meu cabelo e o deixara naquele estilo :''neguinha que saiu de casa sem guarda-chuva, tomou chuva e ficou com o cabelinho encaracolado.''. Estava cansada e mantendo o sorriso no piloto automático porque já não tinha mais energias. Eu gosto de postar fotos minhas mesmo que eu esteja feia porque eu não ''vendo uma imagem falsa'' minha. Eu mostro o que eu sou: com ou sem maquiagem, com o cabelo feito ou descabelada, arrumada ou desarrumada, magra ou ''gorda''.

A outra foto é sobre algo que eu acho que deve estar acontecendo em todos os países do mundo: estão diminuindo a quantidade de papel usada para imprimir brochuras, panfletos, etc. Os horários dos ônibus sempre foram impressos em panfletinhos , agora eles pararam de publicar os panfletinhos ou livretinhos e estão apenas disponibilizando pela internet ou por aplicativos para o seu telefone. Existe ainda  a possibilidade de telefonar para uma das centrais de atendimento e perguntar a um ser humano. Hoje em dia dificilmente interagimos com seres humanos, estamos sempre buscando information que podemos ler sozinhos na internet.

A outra foto mostra Skyler comigo no EGON, tem um espelho no teto e nós sempre que comemos lá ficamos tirando fotos e rindo muito! Nos divertimos sempre e muito.

Agora como não poderia deixar de ser: vou falar sobre o peso e a minha luta.

Pessoas, eu hoje iniciei meu dia SEM CARBOIDRATOS. Vou ver quantos dias eu consigo. Isto costuma me dar muita energia e muita vontade de malhar ainda mais do que eu já malho. Quero ver se chego a 56,5kgs logo logo :) 

sábado, 11 de julho de 2015

Tenho 43 anos, não tenho rugas e me sinto em melhor forma do que há 25 anos atrás :) Feliz aniversário pra mim!

Hoje eu completo 43 anos. Quando acordei hoje, dia 11 de Julho de 2015 eu me olhei no espelho e fora um cabelinho branco ou outro eu vi a mesma cara que tenho visto no espelho desde os anos de minha adolescência. Sei que a algum ponto da minha vida vou ter rugas e não terei a energia para correr,fazer exercícios e ter o mesmo ritmo de hoje. Mas ainda não sou velha e não vou deixar ninguém se divertir me chamando de velha. Velha tem a cara cheia de rugas e quando eu chegar lá, se eu não morrer antes como aconteceu com meu pai, podem me chamar de velha. Por enquanto não. Tenho apenas 43 anos de vida :) 

terça-feira, 7 de julho de 2015

Vergonha do peso

http://afwtwo.blogspot.no/2015/07/another-new-bikini-nly-beach-animal.html

Os biquínis ainda são uma de minhas maiores alegrias num país frio como a Noruega onde eu só posso ir á piscina coberta e aquecida. Ninguém me entende e ficam dizendo que sou louca porque tenho um monte de biquínis e moro num país frio, mas é o único momento em que me sinto feliz, vestindo algo que me deixa bonita. Eu tenho centenas de casacos, sweaters, moletons e tudo o que possa me aquecer, mas me sinto gorda e horrorosa em tudo. Odeio roupa de frio.

Roupa de frio chic é uma roupa que você usa e continua com frio. Só as Norueguesas ficam lindas no frio porque elas aguentam ficar de mini-saia, um casaquinho e botas com uma meia fina. Eu não aguento, fico igual a uma ursa polar cheia de casacos.

Ninguém entende e vivem me criticando.

Oh, bem .... Fazer o que?

Vou pra academia fazer hidroginástica agora de manhã mais uma vez. Estou com 128 pounds, galera, quero perder peso e ficar com menos. Está difícil.

Meu corpo é tonificado e não tenho um barrigão cheio de pneus ou nada que possa me fazer sentir vergonha, mas quero pesar menos, muito muito muito menos.

Me pesei depois de quase 6 meses sem pesar e fiquei triste com os 128 pounds, nem consigo escrever em quilos, estou com vergonha.


domingo, 5 de julho de 2015

Até as mulheres mais lindas do mundo são atacadas quando o assunto é peso e imagem

Eu conhecí Kami no extinto website justin.tv. Sempre a achei uma menina linda, inteligente, criativa e muito inspiradora em seu potencial de lidar com as pessoas no mundo virtual. Aprendi muito sobre broadcasting com ela.

KamiMiami sempre falou abertamente sobre sua luta com o peso no passado e sempre foi admirada pela sua beleza e forma física além de sua personalidade magnética e criatividade sem igual. Nos últimos anos ela participou de comerciais, filmes, music videos e ela é hoje hostess de um programa sobre culinária.

Tenho acompanhado a jornada dela nos últimos 6 ou 7 anos e vejo que além de muitos admiradores, ela tem também muitos haters que a atacam constantemente seja através de comentários maldosos ou através de ficarem o tempo inteiro especulando se ela fez ou não cirurgia nos seios para colocar silicone. Ela sempre enfrenta tudo isto com muita classe e continua inspirando pessoas como eu que vem acompanhando sua jornada. Eu me inspiro vendo que ela continua fazendo exercícios, procurando ajuda médica para manter-se saudável e sempre com muita cautela. As pessoas nem sempre entendem que nós mulheres flutuamos no peso e nem sempre temos controle sobre isto.

KamiMiami explicou em seu facebook há um tempo atrás que seu ganho de peso não havia sido intencional e que ela estava fazendo de tudo para ser saudável. Ainda assim existem homens grosseiros que não tem respeito pelas mulheres que fazem comentários sexualmente orientados como se nós mulheres estivéssemos sempre prontas a recebê-los com um sorriso no rosto. Em certa ocasião um homem disse a Kami que apreciava os quilos extras e ela respondeu com firmeza que este tipo de coisa não se diz a  uma mulher.

Ela é uma mulher linda, uma das mulheres mais lindas que eu já ví até hoje e este post eu estou dedicando a ela e á sua coragem para compartilhar conosco no facebook e em vaughnlive.tv as suas experiências. O corpo escultural de kamiMiami é lindo de qualquer jeito, em qualquer peso, mas a sociedade cobra muito. Se emagrecemos, dizem que estamos anoréxicas e se ganhamos um pouquinho de peso nos chamam de gordas e nos atacam. Kami não se deixa intimidar e assim todas nós temos que seguir seu exemplo e não termos medo de enfrentar os haters com firmeza e sempre determinadas a buscar uma forma física saudável sem termos que nos encaixar nos padrões exigidos pela sociedade.